BIHUB PATH

18 January, 2021

Yo-Yo Intermittent Recovery Test e a relação com os demais testes de campo nos atletas

Análise e Tecnologia Desportiva

INSCRIVA-SE PARA O Certificado em Tecnologia e Ciências Aplicadas ao Esporte

ENTRAR
318K

É muito provável que em algum momento da sua vida você já tenha escutado a seguinte frase: “O que não podemos definir também não podemos medir. O que não podemos medir também não podemos melhorar. O que pode ser melhor normalmente desagrada”. Estas frases colocam em destaque a importância da medição. Por isso, é importante a própria ação de medir como prova de verificação. Nem todos os testes que temos podem avaliar os mesmos parâmetros, pois não é tão fácil escolher o teste mais adequado.

Os valores funcionais dos atletas de futebol foram tradicionalmente realizados com verificações laboratoriais, as quais necessitam de profissionais capacitados e materiais especializados. Isso gera custos elevados e pode comprometer resultados. Abordamos testes individuais e o tempo usado para os testes aumentam quando é necessária uma avaliação completa do grupo ou da equipe. Essas limitações somadas ao fato de que na maioria das vezes não são específicas no mundo do futebol, deram como resultado que nos últimos anos foram projetados diversos testes de campo, nos quais permitem potencializar qualidades físicas associadas ao futebol, reproduzir exigências reais do esporte e levar em consideração os elevados gastos econômicos e de tempo.

Yo-Yo Intermittent Recovery Test

Atualmente um dos testes mais empregados pelos técnicos e preparadores é o Yo-Yo de recuperação intermitente ou Yo-Yo IR em suas siglas em inglês.1 Este teste foi validado em atletas de futebol2 e demonstrou ser mais sensível às alterações no desempenho que no consumo de oxigênio máximo (VO2max).3 Existem três versões do teste: nível 1, 2 e máximo. O Yo-Yo IR-1 mede a capacidade de repetições dos esforços intermitentes de alta intensidade, associado a forma inversa com elevados riscos de lesões nos atletas de futebol.4 Consiste em realizar corridas de ida e volta até chegar a um esgotamento em um trecho de 20 metros a uma velocidade que aumenta progressivamente o ritmo da série de “beeps” que marcam os intervalos regulares e o ritmo da corrida. Em cada período de ida e volta existem pausas para recuperação ativa de 10 segundos. Os testes começam com 10 km/h e são projetados para atletas mais jovens ou para amadores que desejam obter melhores condições cardiorrespiratórias. O Yo-Yo IR-2 inicia com 11,5 km/h diferentemente do anterior e foi projetado para atletas de elite. O teste máximo pode ser útil para avaliações físicas durante reabilitações de lesões ou nos períodos de jogos e campeonatos.5

O Yo-Yo IR teste é um teste de campo amplamente usado com o objetivo de valorizar o VO2max como método alternativo aos valores diretos de laboratório. De fato, uma revisão que foi publicada pela reconhecida revista Sports Medicine com indicações para medições do VO2max em atletas de futebol quando não existir laboratórios habilitados.6 Um grupo de pesquisadores do Instituto de Exercícios e Ciências do Departamento da Universidade de Copenhague (Dinamarca) propôs algumas fórmulas com o claro objetivo de estimular o VO2max a partir dos resultados do Yo-Yo IR:3

Yo-Yo IR-1: VO2max (ml/min/kg) = distância realizada no teste em metros x 0,0084 + 36,4

Yo-Yo IR-2: VO2max (ml/min/kg) = distância realizada no teste em metros x 0,0136 + 45,3

Yo-Yo Intermittent Recovery Test e outros testes de campo

A relação entre o Yo-Yo IR e os demais testes de campo vêm sendo estudada tanto em atletas de futebol como em atletas profissionais de elite. Em uma pesquisa realizada pela Universidade California State, Califórnia, USA, em atletas universitários do futebol feminino foram observadas grandes correlações nas distâncias percorridas no Yo-Yo IR 1 e no Yo-Yo IR-2.7 Entretanto, não foram observadas alterações entre o Yo-Yo IR-1 e o Yo-Yo IR-2 nos demais testes de campo como 30 m de Sprint Intervals, o Sixty-Yard Shuttle ou o Pro-Agility Shuttle.7 Já os atletas de elite e sub-elite da Noruega e Dinamarca além de terem correlação entre o Yo-Yo IR e o Yo-Yo IR-2 e o Repeated Sprint Ability também conhecido como RSA.8 É importante destacar que entre o Yo-Yo IR-2 e o VO2max medido de maneira direta em laboratório apresentou uma correlação moderada para atletas da sub-elite, efeito não identificado no grupo de elite. No caso do Yo-Yo IR-1 e o VO2max analisados em laboratório apresentaram correlações em ambos os grupos de atletas.8

Conclusões

A vantagem que existe em fomentar o VO2max de maneira simples e econômica abre grande possibilidades para técnicos e preparadores físicas da maioria dos clubes, inclusive daqueles que ainda não sejam profissionais e que não tenham reais condições de utilizarem os serviços em laboratórios que meçam esses dados. Além disso, em função da especialização o uso simplificado e fácil acesso a laboratórios que possam realizar o Yo-Yo IR pode ser um teste simples e muito importante para avaliar a capacidade para realizarem esforços intermitentes de alta intensidade e repetidamente. O fato de que exista essa possibilidade de gerenciar um grupo de atletas facilitaria a implementação para um grupo maior como os que podem empregar o uso destes testes em ampla escala dentro do futebol.

 

Javier S. Morales

 

Referências:

  1. Krustrup P, Mohr M, Amstrup T, Rysgaard T, Johansen J, Steensberg A, Pedersen PK, Bangsbo J. The yo-yo intermittent recovery test: physiological response, reliability, and validity. Med Sci Sports Exerc. 2003;35(4):697-705.
  2. Krustrup P, Mohr M, Nybo L, Jensen JM, Nielsen JJ, Bangsbo J. The Yo-Yo IR2 test: physiological response, reliability, and application to elite soccer. Med Sci Sports Exerc. 2006;38(9):1666-73.
  3. Bangsbo J, Iaia FM, Krustrup P. The Yo-Yo intermittent recovery test: a useful tool for evaluation of physical performance in intermittent sports. Sports Med. 2008;38(1):37-51.
  4. Malone S, Owen A, Newton M, Mendes B, Collins KD, Gabbett TJ. The acute:chonic workload ratio in relation to injury risk in professional soccer. J Sci Med Sport. 2017;20(6):561-565.
  5. Fanchini M, Castagna C, Coutts AJ, Schena F, McCall A, Impellizzeri FM. Are the Yo-Yo intermittent recovery test levels 1 and 2 both useful? Reliability, responsiveness, and interchangeability in young soccer players. J Sports Sci. 2014;32(20):1950-1957.
  6. Stølen T, Chamari K, Castagna C, Wisløff U. Physiology of soccer: an update. Sports Med. 2005;35(6):501-36.
  7. Lockie RG, Jalilvand F, Moreno MR, Orjalo AJ, Risso FG, Nimphius S. Yo-Yo Intermittent Recovery Test Level 2 and Its Relationship With Other Typical Soccer Field Tests in Female Collegiate Soccer Players. J Strength Cond Res. 2017;31(10):2667-2677.
  8. Ingebrigtsen J, Bendiksen M, Randers MB, Castagna C, Krustrup P, Holtermann A. Yo-Yo IR2 testing of elite and sub-elite soccer players: performance, heart rate response and correlations to other interval tests. J Sports Sci. 2012;30(13):1337-45.

NOTAS RELACIONADAS

NOVOS DADOS COMO AS EXIGÊNCIAS FÍSICAS DOS FUTEBOLISTAS VARIAM CONSOANTE A SUA POSIÇÃO

Muitos dos inúmeros estudos a esse respeito, contudo, analisam essas exigências tendo apenas em conta algumas variáveis ou empregando janelas de tempo muito alargadas. Um novo estudo realizado por preparadores físicos do F.C. Barcelona analisou vários desses dados com mais precisão.

Graus de liberdade ou de escravidão?

A compreensão das variáveis modificadoras do jogo, com base nos graus de liberdade.

ESTABILIDADE OU INSTABILIDADE, É ESSA A QUESTÃO?

A importância de construir um modelo de jogo no futebol.

¿VOCÊ QUER SABER MAIS?

  • ASSINAR
  • CONTATO
  • CANDIDATAR-SE

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS NOVIDADES

Você tem dúvidas sobre o Barça Universitas?

  • Startup
  • Centro de investigação
  • Corporate

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.