BIHUB PATH

December 7, 2020

Marketing, Comunicação e Gestão
Instalações Inteligentes

Um sistema inteligente para a gestão do Camp Nou que revolucionará o uso de grandes superfícies

1

O projeto IoTwins, financiado pela União Europeia dentro do seu programa Horizonte 2020, contribuirá para a criação e desenvolvimento de uma ferramenta capaz de administrar o Espai Barça que logo poderá ser aplicado em todos os tipos de instalações esportivas, superfícies comerciais e eventos massivos em que a mobilidade e a segurança das pessoas é um desafio. A iniciativa reúne 23 sócios que criarão e desenvolverão o sistema de inteligência, com base em big data e cloud computing na qual validarão os diferentes cenários tão ímpares como a manufatura e a administração destas instalações. Esta administração estará sob responsabilidade do Barça. O objetivo real é aprimorar as operações e a segurança e, ao mesmo tempo, facilitar e melhorar a mobilidade e as experiências dos torcedores dentro das arenas e das instalações dos clubes.

O papel do FC Barcelona consiste em habilitar sensores para coletar informações sobre o movimento dos torcedores dentro das suas instalações e nas imediações da arena. Depois de processar essas informações, os dados colaborarão nas decisões que serão tomadas e nos processos automatizados que contribuirão para a melhoria da segurança, do desempenho das instalações seja para os torcedores ou visitantes e uma maior rentabilidade dos espaços do clube.

Uma ferramenta para a gestão inteligente de todos os lugares de grandes espaços

A ferramenta, inicialmente será importante para unificar as obras do Camp Nou com o atendimento ao público durante os campeonatos, que acontecerão simultaneamente. Em seguida, aplicaremos a ferramenta no Johan Cruyff Stadium, com capacidade para seis mil espectadores. Dentro do espectro deste projeto, existirá a possibilidade de licenciar o sistema para que seja utilizado em centros comerciais, salões de eventos, salas de concertos ou festivais etc. como parte do modelo de negócios do clube.

O projeto teve início no dia 01 de setembro de 2019. Até hoje, durante a primeira etapa, coletamos informações das principais fontes de dados que se pode acessar com o objetivo real de homogeneizar e poder capturar o futuro de maneira clara e direta. A finalidade é criar um modelo idêntico digital da arena em 3D, que possa simular tudo o que acontece e pode acontecer com o objetivo de solucionar possíveis problemas dentro das instalações. Há modelos de soluções atualmente no mercado que oferecem sensores para, por exemplo, modular o conforto climático ou controlar a abertura de portas, mas neste projeto vamos além disso, porque contará com simulações mais precisas sobre pessoas que se movimentam e interagem com as instalações em diferentes cenários, seja em um dia de jogo ou não.

Um modelo de estudo sobre o comportamento

É importante estabelecer as variáveis para os segmentos dos fluxos dos torcedores e analisá-las. Na atual etapa do processo, as informações coletadas dos sistemas de sensores de densidade e movimento de pessoas, redes sociais, informações de acesso aos torneios, meteorologia e outras, estão sendo introduzidas no super computador MareNostrum 4, do Barcelona Supercomputing Center (BSC), para iniciar a geração de simulações que possam ser comparadas com a realidade. As informações que serão processadas neste computador não levarão anos em dar resultados, mas com seu sistema de supercomputação em poucos minutos terá todos os resultados esperados os quais nos permitirão treinar e aprimorar o modelo de estudo do comportamento.

Uma vez finalizado esse processo, o modelo será aprimorado e aperfeiçoado para a introdução de novas informações até que suas previsões sejam mais precisas e exatas possíveis. A ideia é treinar esse mega computador com perguntas do tipo what if. Por exemplo, o que aconteceria se determinada porta fosse fechada. Se o modelo falar que poderão existir acúmulo de pessoas em um determinado local, ele mesmo poderia resolver esse problema e tomar uma solução inteligente. As variáveis podem depender do perfil dos torcedores que visitam nossas instalações. Caso estivermos com torcedores ou turistas que estão passeando pela cidade neste dia ou nos dias em que temos um campeonato e que em qual lugar estão os elencos, o trânsito, se uma estrela se lesionou…

Uma expectativa sob medida

Ao poder antecipar esses comportamentos dos assistentes para aprimorar a circulação dentro do Camp Nou, este projeto resolverá as dificuldades que podemos ter ao realizarmos obras na arena ao mesmo tempo que acontecem eventos nele. Esta é uma faceta fundamental para o programa à curto prazo. Com as obras, existirão instalações que ficarão sem essa cobertura e movimentos de máquinas, o que se supõe um grande desafio para a segurança e o uso das instalações.

Entretanto, ao mesmo tempo, além de facilitar o acesso às instalações, aprimoraremos a experiência do torcedor. Podemos estudar quais as melhores ofertas para torcedores que chegarem primeiro à arena, resolvermos problemas com hospedagem ao agilizar processos burocráticos e normalmente desagradáveis, como compra de alimentos e bebidas, controlar a afluência dos serviços e o impacto na qualidade dos banheiros e suas respectivas limpezas etc. Eliminar todos os possíveis problemas que podem acontecer em um evento massivo, para que todas as pessoas aproveitem do conforto das instalações.

Prever o comportamento das pessoas

A qualidade das informações que este super computador der nos ajudará a programar nossas casuísticas. Por exemplo, quando uma pessoa vai pela primeira vez visitar as instalações, normalmente ela parece estar desorientada e encontra alguma dificuldade. Se alguém for com crianças não é a mesma coisa que se for sozinho ou com amigos. Muitas outras possibilidades podem ser incluídas e isso poderá prever o comportamento e criar alternativas mais viáveis para cada espectador ao chegar à arena e encontrar diferentes cenários. A ferramenta poderá prever quantos casos deste tipo podem acontecer em um encontro que acontecerá. A implementação dele também terá grande importância para as decisões que serão tomadas em tempo real.

Sem que existam atrasos, o projeto será finalizado em dois anos. Com o modelo bem treinado, com todas as informações e incidências do coronavírus, as informações seriam agregadas à nuvem e não seria necessário um super computador. Para que a ferramenta possa ter uma utilidade importante, desenvolveremos espaços mais habituais como lojas e o museu do Barça para que possamos aplicar essa tecnologia em centros comerciais ou em qualquer lugar que desejar. Se aprimoramos a mobilidade das pessoas em um lugar, se melhorarmos suas experiências e aumentarmos o tempo de aproveitamento delas, isso ajudará as organizações na captura de parte do valor investido e oferecerá grandes experiências. Agora estamos em um processo de pesquisa inicial, mas o aprimoramento do acesso aos grandes espaços será uma ferramenta totalmente indispensável dentro de poucos anos.

Este projeto recebeu financiamento da União Europeia para programas de pesquisa e investigação como o Horizon 2020 no qual há um contrato sob o N.º 857191

Este documento reflete apenas a visão do autor e que a Comissão não é responsável por qualquer uso que possa ser feito das informações nele contidas.

 

 

 

 

 

 

 

 

BIHUB Team

KNOW MORE

¿VOCÊ QUER SABER MAIS?

  • ASSINAR
  • CONTATO
  • CANDIDATAR-SE

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS NOVIDADES

Você tem dúvidas sobre o Barça Universitas?

  • Startup
  • Centro de investigação
  • Corporate

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.