BIHUB PATH

November 26, 2021

Medicina

Qual o verdadeiro risco de contágio durante um jogo?

By Carlos Lago Peñas.

O distanciamento físico é uma das medidas mais importantes para prevenir a propagação do SARS-CoV-21,2. Embora, manter a distância interpessoal recomendada não é possível na maioria dos esportes, incluindo futebol. É por isso que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera os esportes coletivos como esportes de alto risco COVID-19 por causa do contato físico e da proximidade entre os jogadores3. No entanto, as evidências científicas que suportam a probabilidade de propagação do vírus durante uma partida de futebol são limitadas. Será que o futebol pode ser considerado um esporte de alto risco de contágio?

Há pouco tempo, três artigos foram publicados descrevendo a exposição ao SARS-CoV-2 durante um jogo de futebol. Knudsen, Thomasen e Andersen (2020)4 calcularam o risco de ser infectado pelo vírus ao longo de uma partida combinando duas variáveis ​​diferentes: o tempo em que dois jogadores se encontram a menos de 1,5 metros de distância e a probabilidade de pisar numa região da quadra na qual outro jogador tenha passado 2 segundos antes. Os dados de posicionamento foram coletados por meio de um sistema de tracking semiautomático (Tracab, ChyronHego®). A análise de 14 jogos da Liga Nacional da Dinamarca, na temporada 2018-19, mostrou que a média de exposição de um jogador durante uma partida de futebol foi de menos de um minuto e meio (87,8 segundos). O valor mais alto foi 656,9 segundos e o mais baixo foi 0.

Gonçalves et al. (2020)5 analisaram o risco de exposição interpessoal causado por um jogo de futebol usando duas medidas de exposição respiratória: o tempo acumulado em que dois jogadores se aproximam a menos de 2 metros de outros e o tempo adicional em que cada indivíduo foi exposto aos aerossóis deixada pelo movimento dos outros jogadores (considerando também a distância de 2 metros). Para isso, foi feito o monitoramento de todos os jogadores e árbitros durante uma partida internacional de futebol. Os dados de posicionamento foram coletados por meio de um sistema de tracking semiautomático (Tracab, ChyronHego®). De acordo com seus resultados, a exposição média dos jogadores ao contato interpersonal a menos de 2 metros foi de 32 segundos. O maior valor de exposição atingiu 395 segundos entre dois jogadores de times opostos.

Por sua vez, Garrido et al. (2021)6 mediram também o tempo que um jogador está a menos de dois metros de distância do resto. A amostra integrou-se por 60 jogos da liga espanhola (30 de LaLiga Santander e outros 30 de LaLiga Smartbank). A posição e distância entre os jogadores foram igualmente coletadas utilizando o sistema de tracking TRACAB © usado pela Mediacoach ©. Os resultados sugerem que, embora exista grande heterogeneidade nas estimações, as interações jogador-jogador num raio de 2 m. foram, em todos os casos, menores aos 15 minutos ao longo de uma partida. Ressalta-se também que o tempo de exposição respiratória depende muito da posição específica: enquanto os goleiros mal têm um tempo médio de contato de 7 segundos, são os atacantes os que podem estar sob risco de contágio por mais tempo. De qualquer jeito, a principal probabilidade é que os jogadores de futebol fiquem menos de 30 segundos a uma distância de menos de 2 metros de outros jogadores durante uma partida.

Vamos ver alguns fatos importantes adicionais. Curiosamente, apenas cerca de 35% dos contatos próximos ocorrem quando a bola está em jogo. Além disso, a proximidade com os oponentes somente representa 37% do tempo total de contato, ou seja, os jogadores estão mais em contato com seus companheiros de equipe. A propósito, esse comportamento não acontece no caso dos goleiros; 68% das vezes o seu contato é com jogadores rivais (ver Tabela 1). Em segundo lugar, as situações de jogo que levam a picos na proximidade entre os jogadores ocorrem quando a bola está paralisada. As cores azul e vermelha na Figura 1 indicam, respectivamente, se a bola está em jogo ou parada. Os valores mais elevados correspondem a faltas (minutos 11 e 26), escanteios (6 minutos) e comemorações de gol (35 minutos) (ver Figura 1).

Tabela 1. Tipo de contato: bola em jogo e rivais.
Figura 1. Proximidade entre os jogadores num encontro.

Em suma, o futebol poderia ser considerado um esporte com baixo risco de contágio do SARS-CoV-2. Esta conclusão é sustentada pelo tempo limitado em que dois jogadores estão a menos de 2 metros de distância em uma partida, e pela prática do jogo feita ao ar livre. No futebol profissional, a implementação de rígidos protocolos de saúde (testes PCR, bolhas sociais, controle médico, etc.) reduz ainda mais o risco de contágio. No futebol amador e de formação, onde não é possível realizar as ações já descritas, o uso de máscaras pode ser uma boa medida adicional. Além disso, levando em consideração os resultados das pesquisas, seria interessante fazer algumas adaptações nas regras do jogo que eliminem ou reduzam as situações em que a distância interpessoal entre os jogadores diminui nas partidas. Assim, algumas das medidas que podem ser aplicadas para reduzir o risco de exposição interpessoal podem ser:7,8

  • Impedir as comemorações coletivas dos gols.
  • Evitar barreiras no caso de cobrança de faltas, ou reduzir o número de jogadores na barreira: apenas um jogador ou mais se houver uma separação de pelo menos 1,5 metros entre eles.
  • Substituir as cobranças de falta por pontos acumulados para um pênalti, cobrança direta, tiro livre, etc. (Por exemplo, a cada 5 faltas cometidas aplica-se uma falta grave contra).
  • Substituir escanteios ou chutes laterais a favor por pontos acumulados por pênalti, cobrança direta, tiro livre, etc. Por exemplo, a cada 2 escanteios aplica-se uma falta grave contra.
  • Inserir exclusões temporárias com cada falta.
  • Dividir o tempo total de jogo em mais períodos dentro dele.
  • Reduzir o tempo de jogo contínuo de cada atleta para um máximo de minutos.
  • Permitir mais mudanças.
  • Jogar com menos jogadores para acrescentar o número de metros entre os jogadores.

Referências:

1 European Centre for Disease Prevention and Control. Considerations Relating to Social Distancing Measures in Response to COVID-19—Second Update. 23 March 2020; ECDC: Stockholm, Sweden, 2020.

2 World Health Organization. Overview of Public Health and Social Measures in the Context of COVID-19. Interim Guidance. 18 May 2020; World Health Organization: Geneva, Switzerland, 2020.

3 World Health Organization. Considerations for Sports Federations/Sports Event Organizers When Planning Mass Gatherings in the Context of COVID-19. Interim Guidance. 14 April 2020; World Health Organization: Geneva, Switzerland, 2020

4 Knudsen, N. S., Thomasen, M. M., and Andersen, T. B. (2020). Spread of Virus during Soccer Matches. Medrxiv. https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.04.26.20080614v1.full.pdf+html (accessed 12th April 2021).

5 Gonçalves, B., Mendes, R., Folgado, H., Figueiredo, P., Travassos, B., Barros, H., Campos-Fernandes, A., Beckert, P. y Brito, J. (2020). Can Tracking Data Help in Assessing Interpersonal Contact Exposure in Team Sports during the COVID-19 Pandemic? Sensors, 20, 6163. https://doi.org/10.3390/s20216163

6 Garrido, D., Antequera, D.R., Campo, R.L.D, Resta, R. y Buldú JM (2021) Distance Between Players During a Soccer Match: The Influence of Player Position. Front. Psychol. 12:723414. doi: 10.3389/fpsyg.2021.723414.

7 Lago Peñas, C. (2021) Guias dxt galego 2. Volviendo con sentidiño. Recomendaciones para  la aceleración de la reactivación y readaptación técnico/táctica del deportista para su motivación y acercamiento progresivo a las exigencias del partido. Xunta de Galicia. https://deporte.xunta.gal/sites/w_deport/files/documentacion/paxina_estatica/xunta-deportes-protocolo-miolocastellano_parte4-v7_organized_0.pdf

8 Lago Peñas, C. (2021) Guias dxt galego 4. Volviendo con sentidiño. Acercarse del modo más seguro posible a la vuelta a la competición de niños, jóvenes y amateurs. Xunta de Galicia.

KNOW MORE

¿VOCÊ QUER SABER MAIS?

  • ASSINAR
  • CONTATO
  • CANDIDATAR-SE

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS NOVIDADES

Você tem dúvidas sobre o Barça Universitas?

  • Startup
  • Centro de investigação
  • Corporate

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.