Certificado em Treinamento da Força: da Reabilitação ao Desempenho

€ 625,00

Mais informação
Inicia
10/11/2019
Duração
4 meses
Nível
avançado
Dedicação
6/8 hs por semana
MODALIDADE
Online
Ministrado em
Portugues

PROFESSORES ESPECIALISTAS

Profesor
Daniel Romero Rodriguez
Fisioterapeuta. Preparador físico e readaptador para a competição de atletas de alto desempenho. Assessor de diferentes jogadores de futebol profissionais em relação a desempenho, prevenção e readaptação pós-lesão.
Profesor
Profesor
Francesc Cos
Ex-Chefe do Treino de Força da primeira equipa de futebol do FC Barcelona (2004-2016). Ex-Diretor da área de Rendimento Desportivo do Barça Innovation Hub (2016-2018). Atualmente é Diretor de Rendimento do New York City (MLS).
Profesor

CERTIFICADO

Barça Innovation Hub - Universitas

Professores:

Profesor
Lic. Andrés Darbyshire
Preparador Físico de Basquete Profissional.

O presente curso está dirigido àqueles profissionais das ciências do esporte e da saúde que queiram aprofundar o conhecimento do treinamento da força. Este conhecimento está baseado em uma fonte dupla de recursos: a literatura científica e a experiência profissional dos docentes.

No curso “Bases neuromusculares no treinamento da força” iniciamos com um tratamento da informação referente à fisiologia neuromuscular e sua relação com o desenvolvimento da força e da potência muscular no esporte. Este conhecimento de base, relacionado continuamente ao treinamento da força, permitirá a realização de uma análise prévia de qualidade sobre as necessidades de uma programação e da escolha e elaboração de tarefas.

Ao longo do curso, aprofundaremos a aplicação profissional do treinamento da força nos dos grandes âmbitos de trabalho expostos: o preparador de força (strength and conditioning coach) e o readaptador pós-lesão (return-to-play coach). Em ambos os casos, os dois cursos centrais do certificado desenvolvem um índice de conteúdos que dotam do conhecimento fundamental e atual sobre estes dois perfis profissionais, tendo a força como conteúdo central a ser tratado. De maneira resumida, são expostos os pontos fundamentais de desenvolvimento de ambos os perfis, e enfocada a metodologia de trabalho em cada um deles.

Finalmente, no curso “Tecnologia e treinamento da força e da potência muscular” desta formação, são apresentadas as últimas tendências no treinamento da força, algumas delas ainda emergentes, e é feita uma análise do futuro imediato no desenvolvimento desta qualidade tão importante do desempenho esportivo e da reabilitação de lesões.

Cursos que inclui

MÓDULO 1: Características do sistema músculo-esquelético.
Unidade 1: O movimento a partir do sistema nervoso central.
Unidade 2: Funcionalidade do músculo-esquelético.

MÓDULO 2: As ações musculares e sua relação com o esporte.
Unidade 1: Tipos de ação muscular.
Unidade 2: Inter-relação das ações musculares no movimento e na manutenção da posição.

MÓDULO 3: Mudanças sistêmicas no destreinamento e na imobilização.
Unidade 1: Destreinamento com relação ao músculo-esquelético.
Unidade 2: A hipertrofia muscular.

MÓDULO 4: A avaliação das propriedades musculares com relação ao esporte.
Unidade 1: A eletromiografia de superfície.
Unidade 2: A tensiomiografia.

MÓDULO 1: Contextualização: Como adaptamos o treinamento de força aos esportes coletivos?
Unidade 1: A qualidade de força e sua relação com os requerimentos coordenativos e cognitivos dos esportes coletivos.
Unidade 2: A progressão na dificuldade do trabalho de força com relação à especificidade do esporte.

MÓDULO 2: Metodologia do trabalho de força no esporte de situação.
Unidade 1: O treinamento de força e a necessidade de trabalhar com sobrecarga.
Unidade 2: Integração do trabalho de força com demais capacidades.

MÓDULO 3: Integração do trabalho de força no planejamento e na programação dos esportes de situação.
Unidade 1: A força no treinamento integrado de uma programação de tipo liga regular de longa duração. Exemplificação baseada no futebol.
Unidade 2: A força no treinamento integrado de uma programação de tipo blocos de preparação – competição. Exemplificação baseada no tênis.

MÓDULO 4: A força na elaboração de tarefas específicas do esporte. Exemplificação no futebol.
Unidade 1: Os small-sided games (SSG): características para sua elaboração e relação com o desenvolvimento das habilidades esportivas.
Unidade 2: Os SSG: relação com o trabalho de força.

MÓDULO 1: Estudo da lesão no esporte: os mecanismos lesivos e os fatores de risco de lesão associados.
Unidade 1: Biomecânica lesiva e implicação da força na recuperação das habilidades esportivas.
Unidade 2: Fatores de risco associados à falta de força.

MÓDULO 2: As lesões esportivas e sua relação com a qualidade de força.
Unidade 1: As lesões das estruturas muscular e tendinosa.
Unidade 2: As lesões articulares.

MÓDULO 3: Manifestações da força e da potência muscular no processo de readaptação pós-lesão.
Unidade 1: A força e suas diferentes manifestações segundo carga externa e velocidade de execução.
Unidade 2: Programação do trabalho de força nas lesões esportivas.

MÓDULO 4: Novos paradigmas no treinamento da força: musculação mediante oclusão vascular.
Unidade 1: Bases da musculação tradicional versus musculação por meio da oclusão vascular ou Blood Flow Restriction (BFR).
Unidade 2: Programação do treinamento mediante oclusão vascular: variáveis chave para a prescrição ideal.

MÓDULO 1: Tecnologia, equipamento e treinamento da força de caráter geral.
Unidade 1: Equipamentos para o trabalho de orientação geral com relação à especificidade do esporte.
Unidade 2: Outros equipamentos relacionados com as cargas de orientação geral.

MÓDULO 2: Tecnologia, equipamento e treinamento da força de caráter específico com relação ao esporte.
Unidade 1: Equipamentos para o trabalho de orientação dirigida e específica com relação às habilidades específicas do esporte.
Unidade 2: A tecnologia GPS e sua relação com a avaliação e ao controle da força no treinamento e na competição.

MÓDULO 3: Tecnologia na avaliação da força e da potência muscular.
Unidade 1: Utilização de encoders lineares e rotatórios para a avaliação da força e da potência muscular.
Unidade 2: Sistemas integrados na avaliação muscular.

MÓDULO 4: Tecnologia interativa e treinamento da força.
Unidade 1: Gamificação no esporte.
Unidade 2: Metodologias interativas relacionadas com a gamificação.

Aprenda a

Melhorar a análise crítica ao realizar um programa de treinamento nos diferentes papéis profissionais relacionados às ciências do esporte e da saúde.

Melhorar o desempenho esportivo e a prevenção de lesões a partir de um conhecimento profundo sobre a metodologia a ser aplicada nos programas de treinamento da força e da potência muscular.

Aplicar a metodologia adequada na elaboração do processo de readaptação pós-lesão naquelas afecções em que o desenvolvimento da força tiver um marcado protagonismo.

Conhecer, de maneira transversal, as metodologias emergentes no treinamento da força para poder fazer um aprofundamento a partir de uma base contrastada a partir da ciência.

Faça a certificação das suas habilidades

Devido à integração com tecnologias de supervisão remota, através do Certificado de Aprovação Verificado é possível:

  • Garantir a transparência do processo de certificação
  • Validar a identidade do titular do certificado
  • Atestar a aquisição de habilidades e aptidões específicas

O que inclui?

ACESSO AO MATERIAL DE ESTUDO 24 HORAS, ONDE QUISER E A PARTIR DE QUALQUER DISPOSITIVO

ACESSO AO MATERIAL DE ESTUDO 24 HORAS, ONDE QUISER E A PARTIR DE QUALQUER DISPOSITIVO

ACOMPANHAMENTO, MONITORIZAÇÃO E ASSISTÊNCIA VIRTUAL DE UM ESPECIALISTA NA MATÉRIA

ACOMPANHAMENTO, MONITORIZAÇÃO E ASSISTÊNCIA VIRTUAL DE UM ESPECIALISTA NA MATÉRIA

Actividades y consignas con feedback personalizado

ACTIVIDADES E NOTAS COM FEEDBACK PERSONALIZADO

FÓRUNS DE DEBATE E INTERAÇÃO COM COMPANHEIROS DE TODO O MUNDO

FÓRUNS DE DEBATE E INTERAÇÃO COM COMPANHEIROS DE TODO O MUNDO

CERTIFICADO EMITIDO PELO BARÇA INNOVATION HUB E VALIDADO PELA INSTITUIÇÃO CORRESPONDENTE.

CERTIFICADO EMITIDO PELO BARÇA INNOVATION HUB E VALIDADO PELA INSTITUIÇÃO CORRESPONDENTE.

Autoavaliações para medir o progresso de sua aprendizagem.

Autoavaliações para medir o progresso de sua aprendizagem.