BIHUB PATH

17 January, 2020

O PESO DE FAZER O PRIMEIRO GOL DO JOGO NO RESULTADO FINAL

Análise e Tecnologia Desportiva

Inscreva-se para o Certificado em Analista Tático de Futebol

entrar
318K

No futebol profissional são feitos poucos gols. Entre 70 e 75% dos jogos terminam com menos de 3 gols. Por exemplo, na Premier League 11,6% dos jogos disputados entre as temporadas de 2000/01 e 2010/11 terminaram com o placar de 1×1, enquanto que os resultados de 1×1, 2×1, 2×0 e 0x1 foram destaque em 10,9%, 9,4%, 8,7% e 7,6% respectivamente.1

Entretanto, nem todos os gols tiveram o mesmo efeito no placar final. Fazer ou levar o primeiro gol do jogo, normalmente, ocasiona mudanças importantes na forma de jogar de muitos times.

Pesquisas recentes1 têm estudado as influências de fazer o primeiro gol para o resultado final do jogo e, como esse efeito depende do nível do rival e do minuto em que esse gol é feito. Um estudo publicado pela revista International Journal of Performance Analysis in Sport, em 2016, teve como base a análise de todos os jogos disputados durante a temporada de 2014/15 na Premier League inglesa (n=380), a Ligue 1 italiana (n=380), a Liga espanhola (n=380), a Série A italiana (n=380) e a Bundesliga alemã (n=306). Os resultados demonstraram que se os times locais fazem o primeiro gol do jogo, acabam ganhando em 84,85 % dos jogos. Ao contrário, se o primeiro gol feito for do time visitante, estes acabam ganhando em 76,25 % dos jogos. Esse efeito no resultado final é bastante semelhante nas cinco ligas analisadas. Os valores variam para os times locais entre 87% na Liga e 82% na Série A, e para os visitantes entre 78% da Premier League e 75% da Bundesliga. Entretanto, o efeito de fazer o primeiro gol no resultado final é modulado por duas variáveis adicionais: o nível técnico do visitante e o momento em que o gol é feito. Quando os times locais jogam contra seus rivais que são superiores ou que estão no mesmo nível técnico ou então abaixo do seu nível de qualidade a porcentagem de jogos ganhos depois de fazer o primeiro gol é de 61%, 86% e 70% respectivamente. Quando os times visitantes fazem o primeiro gol do jogo e jogam com um rival que é tecnicamente superior, com o mesmo nível ou piores que ele, a porcentagem de jogos ganhos é de 57%, 50% e 76%. Os gols não têm o mesmo valor em todos os jogos.

Finalmente, e como parece muito lógico, o impacto de fazer o primeiro gol quase no final do jogo: os times visitantes têm mais chances de ganhar se fizerem gols entre os 75 e 90 minutos se comparado com os que fazem gols no período entre 0 e 15 minutos.

As aplicações práticas demonstram que os técnicos deveriam controlar o efeito de fazer ou levar um gol no desenvolvimento posterior do jogo e trabalhar seus atletas para estas situações. Quando um time leva um gol, a ideia é ajudar os atletas a controlar a frustração de quando as coisas não saem como o previsto. Eles devem ser capazes de manter o plano de jogo previsto ou de modificar para que se ajuste ao novo cenário, sem que percam a confiança no que estão fazendo. Se eles fizerem o primeiro gol, então devem conseguir permanecer com a tática atual para conquistar a vitória. É necessário que as estratégicas sejam preparadas e treinadas em ambos os cenários. Não existem gols psicológicos no futebol. Não existem gols que afetam mais que outros. Muito depende das reações dos atletas ante o placar. Se os afeta positiva ou negativamente ou nem isso. Por isso existe o treinamento. Para ajudar no controle dos cenários que podem não ter sido previstos no pré-jogo.

 

Carlos Lago Peñas

 

Referências:

1 Anderson, C. y Sally, D. (2013). The numbers game. New York: Penguin Books.

2 Lago-Peñas, C.; Gómez-Ruano, M.A.; Megías-Navarro, D. y Pollard, R. (2016). Home advantage in football: Examining the effect of scoring first on martch outcome in the five major European leagues. International Journal of Performance Analysis in Sport. 16: 411-421.

NOTAS RELACIONADAS

NOVOS DADOS COMO AS EXIGÊNCIAS FÍSICAS DOS FUTEBOLISTAS VARIAM CONSOANTE A SUA POSIÇÃO

Muitos dos inúmeros estudos a esse respeito, contudo, analisam essas exigências tendo apenas em conta algumas variáveis ou empregando janelas de tempo muito alargadas. Um novo estudo realizado por preparadores físicos do F.C. Barcelona analisou vários desses dados com mais precisão.

Graus de liberdade ou de escravidão?

A compreensão das variáveis modificadoras do jogo, com base nos graus de liberdade.

ESTABILIDADE OU INSTABILIDADE, É ESSA A QUESTÃO?

A importância de construir um modelo de jogo no futebol.

¿VOCÊ QUER SABER MAIS?

  • ASSINAR
  • CONTATO
  • CANDIDATAR-SE

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS NOVIDADES

Você tem dúvidas sobre o Barça Universitas?

  • Startup
  • Centro de investigação
  • Corporate

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.