BIHUB PATH

11 March, 2021

Investimento e retorno: por que os patrocinadores pagam milhões aos seus astros

INSCRIVA-SE PARA O Certificado em Marketing Esportivo e Patrocínio

ENTRAR
318K

Roger Federer foi a terceira celebridade melhor paga pelos patrocinadores em 2020, e a primeira entre os atletas profissionais dessa lista. A sua história é significativa, em função de que dos $106,3 milhões que ganhou no ano passado, apenas $6,3 milhões vieram de torneios de tênis. O restante foi através de seus contratos de patrocínio. O tenista tem acordos com um conglomerado de treze marcas de diferentes setores, incluindo bancos, eletrodomésticos, automobilismo, relógios, espumantes, alimentos, aviação executiva, telecomunicações e artigos de viagem.

As empresas o escolhem pelos mesmos motivos, seu sucesso como atleta e sua marca pessoal. Federer se sobressai em ambas. Mas sua marca pessoal é a responsável pelos melhores ingressos. Ele tem carisma, grande capacidade de comunicação em suas aparições públicas, muita empatia com o público, envolvimento com causas sociais e vida sem escândalos morais ou financeiros. Quando uma marca é associada a uma pessoa com este perfil, ela é interpretada como detentora dos mesmos valores positivos e suas vendas tendem a aumentar. Ao expressá-la em termos de marketing, todos os tecidos e qualidade das camisetas podem ser semelhantes, mas apenas as marcas usadas por determinados atletas se destacam dos demais como sendo melhores. Não importa qual é o produto.

 

Outra grande figura do esporte que obtém ingressos expressivos com patrocínios é o atleta Lebron James. Seu caso é muito relevante devido ao acordo realizado com a Nike, pois quando completar 64 anos e seu contrato terminar, a marca já terá pago a ele cerca de US$1 bilhão de dólares. O motivo de tudo isso é a sua capacidade de permanecer por muito tempo como campeão da NBA, além de perfil público como investidor, empresário, marido e pai modelo. Ao contrário de outros atletas da liga, não há escândalos envolvendo seu nome.

É claro que há muitos astros do mundo dos esportes com contratos lucrativos e suas vidas pessoais são caracterizadas por escândalos públicos, sem que isso tenha um impacto negativo sobre as vendas das marcas que os patrocinam. Eles não perdem a admiração do público, seus erros são perdoados, especialmente pelos torcedores, além do sucesso em campo, muitas vezes se sobressaem frente a todas as outras considerações. A única situação que poderia prejudicar a receita por patrocínio é o conhecido doping no esporte, que também pode acabar com toda uma carreira profissional. Mas, a exceção disso, é certo que as empresas têm retorno sobre seus investimentos em patrocínios sob a forma de fama e reputação. Mas a questão será sempre a mesma: será que recebem mais do que investem?

O motivo para estes investimentos milionários é única e exclusivamente a comercialização de produtos e serviços. Um atleta de sucesso é uma campanha de publicidade ambulante e, cada vez que aparece em um torneio e sua repercussão na mídia, as marcas que divulgam têm suas vendas alavancadas. O exemplo mais claro que temos são os uniformes, que recebem picos de demanda quando surge uma partida importante ou quando determinada equipe vence a final de campeonato. Principalmente as camisetas dos astros mais admirados. Em se tratando de produtos ou serviços com vendas seguras e contínuas ao logo do ano, como as do segmento de eletrodomésticos, o crescimento de patrocínio nas campanhas de Natal se intensifica. Quando falamos deste tipo de presente, a preferência gira em torno daquelas marcas associadas a um determinado atleta em específico. De certa forma, os torcedores entendem que aquele presente se torna mais valioso porque faz parte do mundo do seu astro do esporte. O preço é indiferente, mesmo que seja igual ao da concorrência.

Mas sem dúvida o que mais motiva um patrocínio esportivo milionário é o retorno dos investimentos em cotações da bolsa. As sete empresas multinacionais mais valorizadas nos índices financeiros são também as que mais investem em patrocínio de atividades esportivas e culturais. Os analistas financeiros concordam que o valor da marca, ou seja, o lucro econômico líquido que a empresa proprietária obteria ao licenciar a marca no mercado, têm uma influência significativa no valor das ações. Uma empresa adquire mais valor para a marca quanto maior for a reputação dos astros do esporte que patrocina. E isso aumenta o preço das suas ações que são negociadas na bolsa de valores, juntamente com todos os outros fatores. Esta é também a razão pela qual tantos contratos são feitos a longo prazo. O desembolso se torna cada vez mais lucrativo, conforme o aumento da fama do atleta ao longo da sua carreira. Consequentemente, a empresa vale cada vez mais à medida que suas ações sobem.

O desequilíbrio para o esporte decorrente da pandemia tornou ainda mais clara esta relação entre investimento em patrocínio e valor de uma marca. A maioria das marcas de vestuário e acessórios chegou a perder até 20% do seu valor em 2020, o que é considerado uma consequência em função da pandemia da COVID-19. Entretanto, a Nike e a Rolex, que também sofreram perdas, tornaram-se líderes neste setor, sendo menos prejudicadas em relação à concorrência graças aos seus patrocínios esportivos. A propósito, outro setor muito atingido pela pandemia da COVID-19 foi o automobilístico, onde empresas como a Toyota e a Mercedes-Benz também perderam valores como seus concorrentes, investindo menos em patrocínios.

Assim, as empresas continuam obtendo lucros milionários com patrocínios esportivos e, por isso, continuam arcando com valores consideráveis para manter este patamar. Este advento faz com que todos os atletas entendam que, investir tempo e esforços para construir sua marca pessoal, se torna imprescindível. Hoje em dia, a reputação de um atleta é tão valorizada como o sucesso de sua carreira esportiva e podemos afirmar até que muito mais.

 

Martín Sacristán

NOTAS RELACIONADAS

VAMOS MUDAR AS REGRAS DO JOGO

Mudando as regras do jogo, podemos mudar tudo. A Fundação Barça está a definir novas regras para se assegurar de que nenhuma criança fique fora do jogo. Ao jogarmos, combatemos a injustiça, a marginalização e a tristeza.

O GRANDE DESCONHECIDO NAS LESÕES MUSCULARES: O TECIDO CONJUNTIVO DA MATRIZ EXTRACELULAR

Um editorial publicado na revista The Orthopaedic Journal of Sports Medicine —em que participaram alguns membros dos serviços médicos do clube— propõe considerar também a arquitetura íntima da zona afetada, ou seja, valorizar a matriz extracelular, como ator fundamental no prognóstico da lesão.

NOVOS DADOS COMO AS EXIGÊNCIAS FÍSICAS DOS FUTEBOLISTAS VARIAM CONSOANTE A SUA POSIÇÃO

Muitos dos inúmeros estudos a esse respeito, contudo, analisam essas exigências tendo apenas em conta algumas variáveis ou empregando janelas de tempo muito alargadas. Um novo estudo realizado por preparadores físicos do F.C. Barcelona analisou vários desses dados com mais precisão.

BARÇA SPORTS SCIENCE WEEK CONTINUA CRESCENDO

A última edição da Barça Sports Science Week foi realizada de 8 a 11 de outubro em Camp Nou. Mais de 1200 visitantes e mais de 60 palestrantes de 53 nacionalidades diferentes participaram para aprender sobre os últimos avanços e estudos de caso na ciência do esporte.

O QUE É REALMENTE A GESTÃO DA CARGA?

Neste artigo, Tim Gabbett e a sua equipa fornecem um guia convivial para os profissionais, ao descrever o objetivo geral da gestão de carga aos treinadores.

DUAS SEMANAS SÃO SUFICIENTES PARA AUMENTAR O VOLUME E A FORÇA MUSCULAR

Pela primeira vez se prova que não são necessários meses de treino, apenas duas semanas de exercícios adequados são o suficiente para melhorar significativamente o volume e a força muscular.

Graus de liberdade ou de escravidão?

A compreensão das variáveis modificadoras do jogo, com base nos graus de liberdade.

EXERCÍCIOS EXCÊNTRICOS: ESTUDAR “VACINAS” PARA OS MÚSCULOS

É importante treinar com exercícios do tipo excéntrico para prevenir possíveis danos. No entanto, o treino intensivo também pode causar alguns danos a nível muscular, que devem ser monitorizados para minimizar o risco de lesão.

ESTABILIDADE OU INSTABILIDADE, É ESSA A QUESTÃO?

A importância de construir um modelo de jogo no futebol.

O NÍVEL DE RESISTÊNCIA COMO MODERADOR DA CARGA DE TREINO

A resistência cardiovascular surgiu como moderador do resultado da carga a que se sujeita o desportista.

Estão os jogadores bem perfilados em relação à bola?

Através da visão por computador, podemos identificar alguns défices em relação à orientação corporal dos jogadores em diferentes situações de jogo.

Barça Innovation Hub no MIT

Pesquisa conjunta.

¿VOCÊ QUER SABER MAIS?

  • ASSINAR
  • CONTATO
  • CANDIDATAR-SE

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS NOVIDADES

Você tem dúvidas sobre o Barça Universitas?

  • Startup
  • Centro de investigação
  • Corporate

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.