BIHUB PATH
Retorna

FORÇA ISOMÉTRICA DA CADEIA POSTERIOR: SUA IMPORTÂNCIA NO FUTEBOL E COMO MEDI-LA

No caso do futebol, observou-se que as lesões dos isquiotibiais representam até 37% das lesões musculares.

A FLEXÃO NÓRDICA PARA OS ISQUIOTIBIAIS NÃO MELHORA A CAPACIDADE DE SPRINT

Os músculos isquiotibiais são muito importantes em esportes como o futebol, não só por seu envolvimento chave na capacidade de sprint, mas também porque as lesões musculares nestes grupos são as mais frequentes e implicam inúmeros dias de baixa competitiva em equipes profissionais.

OS CENÁRIOS DE MÁXIMA EXIGÊNCIA EM JOGOS DE POSIÇÃO SÃO REPRODUZIDOS DE IGUAL MANEIRA EM TODAS AS DEMARCAÇÕES?

Com o objetivo de descrever a resposta condicional dos jogadores em competição como, por exemplo, a distância em corrida, está sendo usado o valor médio percorrido durante uma parte ou partida completa.

A INFLUÊNCIA DA PERCEÇÃO SUBJETIVA DO ESFORÇO SOBRE O TREINO E A COMPETIÇÃO NO FUTEBOL.

O controlo da carga de treino é uma das ferramentas fundamentais para otimizar o rendimento, tanto dos atletas de alto nível em geral como dos futebolistas em particular.

A ENTROPIA: UMA NOVA MEDIDA NOS TREINOS DE FORÇA

A capacidade de sprint é essencial na maioria dos desportos, como o râguebi, o futebol e o basquetebol. Mas essa capacidade não se desenvolve em condições estáveis e controladas.

SERÃO OS JOGOS REDUZIDOS A SOLUÇÃO PARA TODOS OS NOSSOS PROBLEMAS?

Uma das temáticas que está a suscitar muito interesse entre os investigadores e técnicos desportivos é o estudo dos cenários de máxima exigência ou “worst case scenarios”.

A ORIENTAÇÃO DE UM JOGADOR COMO CHAVE PARA OS MODELOS PREDITIVOS NO FUTEBOL

Esta semana, Carlos Rodríguez irá ao OptaPro Forum apresentar o estudo que está a ser realizado no clube sobre a orientação corporal dos jogadores em diferentes situações de jogo. Estivemos com ele, a ouvir uma breve explicação do projeto.

QUE VARIÁVEIS OBSERVAMOS NÓS, OS PREPARADORES, PARA TOMAR DECISÕES?

De todas as variáveis que os sistemas de monitorização e registo nos trazem atualmente da atividade dos nossos jogadores, qual é a informação mais relevante?  Esta é uma pergunta com que provavelmente se confrontam todos os técnicos, quando começam a gerir o grande volume de informação que se gera em cada sessão de treino.

DECIFRANDO O “MODELO BARÇA”

Pela primeira vez, a nossa nova investigação pode oferecer algumas ideias sobre a metodologia de treino e ajudar a compreender a sua contribuição para o bom trabalho do clube.

PODERÃO AS CAPACIDADES MENTAIS DO FUTEBOLISTA INFLUENCIAR O RISCO DE LESÃO?

Apesar de ainda não merecerem o devido valor, as capacidades mentais já são consideradas uma parte relevante do rendimento. Mas a sua importância poderia estender-se ainda mais: será que não afetam também o risco de lesão e de recorrência de lesão quando o jogador volta a jogar?