BIHUB PATH

9 December, 2020

A nutrição prática dentro do mundo dos esportes

Rendimento Desportivo

INSCRIVA-SE PARA O Certificado em Nutrição Desportiva no Futebol

entrar
318K

A nutrição como ciência teve início a meados do século XVIII. Mas a origem da nutrição esportiva se remente a muitos séculos antes, na Grécia clássica, quando começaram a celebrações dos Jogos Olímpicos da antiguidade.

Já naquela época sabíamos que os atletas ou pessoas que praticavam esportes, devem receber atenção especial em relação à sua nutrição; é necessário que seja saudável, equilibrado e o mais amplo possível, ao ingerir a melhor variedade de alimentos. Este é um aspecto que, normalmente não acontece, pois muitos atletas não ingerem todos os tipos de alimentos e se concentram basicamente em três tipos.

Os questionamentos que devemos realizar a um atleta são exatamente o que consumem, quando consumem, adaptado aos dias de treinamento, se estão em pré-temporadas, em pleno campeonato ou já em período de descanso. Este conceito denominado de periodização nutricional orienta o consumo de alimentos de maneira personalizada em função do estilo de vida do momento. Qual será o momento ideal para o consumo de determinados alimentos sejam eles mais ou menos energéticos. A periodização tem como objetivo melhorar o desempenho da saúde e melhorar o peso e a composição da estrutura corporal.

Assim, se a prática de um esporte de resistência, serão indicados mais carboidratos. Enquanto que, se o esporte for de força, deverão ingerir mais proteínas. Devemos levar em consideração que o ajuste da duração do esforço e do porte do atleta.

Outro aspecto importante é que cada vez é mais relevante o ‘timing’ dentro do esporte, ou seja, quando ingerir alimentos: além de ingerir de forma ampla e variada, com uma alimentação adequada ao tipo de esporte realizado e que horas é mais recomendado a ingestão nos dias de treinamento. O objetivo real é aproveitar a resposta hormonal que a alimentação nos oferece e os exercícios e sincronizá-los com o ritmo circadiano do corpo e a hora do dia.

A nutrição pode ajudar na prevenção de lesões e também acelerar na recuperação delas. Por exemplo, se comermos um prato de macarrão ou de frutas depois de atividades físicas, reteria alguns sinais de inflamações e de estres provocadas pela própria atividade física.

A advertência aos atletas para evitarem lesões

Para evitar o acúmulo de fadiga, o que muitas vezes, é a porta de entrada à uma lesão, é fundamental dar todos os detalhes ao atleta sobre estas circunstâncias que os coloca em momentos mais frágeis e vulneráveis, pois estão com a imunidade mais deficiente. Inclusive, com um músculo que necessita reduzir o processo inflamatório porque, caso não se recupere, poderá cronificar e tornar-se mais propenso a futuras lesões.

Portanto, para uma efetiva prevenção de lesões, é importante que tenhamos uma alimentação e atividades físicas específicas, mas cuidar das quantidades durante os treinamentos diários que cada vez mais contam com mais cargas. Este esforço acumulado sugere uma prova diária de adaptação do corpo, exigindo cada vez mais dele. Caso não tenhamos um suporte para a melhor recuperação possível, e aqui falamos da nutrição com seu papel cada vez mais importante aliada ao descanso e o controle emocional, podemos aplicar um excessivo processo inflamatório após um esforço ou uma lesão.

A tendência é que o atleta dê prioridade a nutrição e que todos os dias tenha cuidado e que possa ter uma visão integral da sua saúde. O grande desafio é que o atleta ‘ouça’ seu corpo, suas sensações digestivas, seus cansaços e que possa ajudar na toma de decisões e no atendimento do nutricionista com informações que possam corrigir ou melhorar a dieta levando a personalização da alimentação. O atleta também deverá contar com o nutricionista sobre quais alimentos tem preferências e introduzir os de menor preferência. E deverá saber que a alimentação não é só energia ou calorias, mas sim alimentos com propriedades anti-inflamatórias.

Treinamento, nutrição e desempenho

Os principais fatores que afetam à capacidade de desempenho esportivo são, principalmente, a herança genética e a qualidade do processo de treinamento. Mas, é claro que a nutrição tem um papel importante no aprimoramento da capacidade e do desempenho. Portanto, para que um atleta possa dar seu máximo dentro das possibilidades, seja elas de treinamento ou não a nutrição tem um papel fundamental e ambas devem estarem aliadas ao atleta.

Outros aspectos que devem levar em consideração são as funções gastrointestinais e a proteção ao sistema imunológico. As funções gastrointestinais podem influenciar tanto na saúde como no desempenho esportivo, pois é a base do desenvolvimento das estratégias nutricionais. Por outro lado, recomendamos que a alimentação seja adequada e eficiente para uma série de micronutrientes fundamentais para a imunidade, por exemplo, os níveis de zinco no corpo.

Os objetivos da nutrição esportiva

Para finalizar, a nutrição esportiva tem grandes objetivos. O primeiro deles é conseguir um desenvolvimento alimentar para atividades físicas adequadas, o que permite enfrentar o estres físico que um treinamento pode representar, contribuindo com substâncias necessárias para uma excelente adaptação. Além de tudo, promover uma recuperação efetiva para todas as lesões. Uma característica importante é que deve ser completamente adaptável às situações especiais, tais como alterações de carga ou metas a serem alcançadas.

O segundo é um grande objetivo para poder criar uma dieta para competições que seja excelente. Assim, o atleta conseguirá chegar aos campeonatos com excelentes condições para atingir seu melhor potencial dentro de campo. Envolve a alimentação e o campeonato seja ele durante ou após o final de um campeonato.

 

Javier Granda

NOTAS RELACIONADAS

O GRANDE DESCONHECIDO NAS LESÕES MUSCULARES: O TECIDO CONJUNTIVO DA MATRIZ EXTRACELULAR

Um editorial publicado na revista The Orthopaedic Journal of Sports Medicine —em que participaram alguns membros dos serviços médicos do clube— propõe considerar também a arquitetura íntima da zona afetada, ou seja, valorizar a matriz extracelular, como ator fundamental no prognóstico da lesão.

NOVOS DADOS COMO AS EXIGÊNCIAS FÍSICAS DOS FUTEBOLISTAS VARIAM CONSOANTE A SUA POSIÇÃO

Muitos dos inúmeros estudos a esse respeito, contudo, analisam essas exigências tendo apenas em conta algumas variáveis ou empregando janelas de tempo muito alargadas. Um novo estudo realizado por preparadores físicos do F.C. Barcelona analisou vários desses dados com mais precisão.

O QUE É REALMENTE A GESTÃO DA CARGA?

Neste artigo, Tim Gabbett e a sua equipa fornecem um guia convivial para os profissionais, ao descrever o objetivo geral da gestão de carga aos treinadores.

DUAS SEMANAS SÃO SUFICIENTES PARA AUMENTAR O VOLUME E A FORÇA MUSCULAR

Pela primeira vez se prova que não são necessários meses de treino, apenas duas semanas de exercícios adequados são o suficiente para melhorar significativamente o volume e a força muscular.

EXERCÍCIOS EXCÊNTRICOS: ESTUDAR “VACINAS” PARA OS MÚSCULOS

É importante treinar com exercícios do tipo excéntrico para prevenir possíveis danos. No entanto, o treino intensivo também pode causar alguns danos a nível muscular, que devem ser monitorizados para minimizar o risco de lesão.

O NÍVEL DE RESISTÊNCIA COMO MODERADOR DA CARGA DE TREINO

A resistência cardiovascular surgiu como moderador do resultado da carga a que se sujeita o desportista.

Estão os jogadores bem perfilados em relação à bola?

Através da visão por computador, podemos identificar alguns défices em relação à orientação corporal dos jogadores em diferentes situações de jogo.

¿VOCÊ QUER SABER MAIS?

  • ASSINAR
  • CONTATO
  • CANDIDATAR-SE

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS NOVIDADES

Você tem dúvidas sobre o Barça Universitas?

  • Startup
  • Centro de investigação
  • Corporate

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.