BIHUB PATH

4 November, 2019

A MODERNIZAÇÃO DOS ESTÁDIOS COMEÇOU POR SUAS COBERTURAS

Instalações Inteligentes
Instalações Inteligentes
318K

A arquitetura esportiva por excelência, o estádio, havia praticamente desaparecido depois da queda do Império Romano, e assim se manteve até o final do século XIX. Nesse momento, ao recuperar a celebração dos Jogos Olímpicos, a construção destes edifícios teve um novo impulso. Desde então, e praticamente até a Segunda Guerra Mundial, eles foram sendo erguidos por todo o mundo para as equipes esportivas locais, concentrando-se em dois objetivos: abrigar o maior número de expectadores e proporcionar a máxima visibilidade do evento esportivo. O estádio moderno chegaria muito depois, com instalações capazes de proporcionar conforto, melhorar a experiência do torcedor e oferecer todo tipo de ofertas gastronômicas e de lazer. Essa concepção foi o resultado de um processo iniciado a meados do século XX, quando os donos de clubes desportivos começaram a conceder importância à proteção de seus expectadores do sol e da chuva. E teve um precedente ainda mais antigo no estádio da antiguidade por excelência, o Coliseu de Roma.

 

Quando o império romano estava em seu máximo esplendor, os imperadores ofereciam jogos que se prolongavam desde a manhã até o anoitecer. Isso obrigava os expectadores a passarem o dia inteiro na arquibancada, e os césares desejavam que eles se sentissem o mais confortáveis possível. Para isso, seus engenheiros colocaram uma estrutura no alto do Coliseu, chamada “velarium”. Um nome significativo, já que os encarregados de estender aquelas velas eram legionários da marinha, os únicos capazes de lidar com o complexo sistema de cordas e polias.

 

Existe também outra razão para que os césares custeassem o gasto do velarium: a própria capacidade do Coliseu, 65.000 expectadores, possivelmente em relação ao número de habitantes da Roma Antiga, calculado em um milhão de pessoas. A maioria dos estádios modernos tem uma capacidade de entre 50.000 e 70.000 assentos, e todos estão em cidades com vários milhões de habitantes. A razão pela qual os estádios voltaram a ser construídos de maneira massiva em nossos tempos foi a existência de centros urbanos com essa densidade demográfica; neles, o esporte voltou a ganhar uma importância fundamental como atividade de lazer. Ver o jogo acontecendo ao vivo era o principal atrativo e mal eram necessárias mais comodidades. Por esse motivo, e até meados do século XX, somente tribunas e palcos protegiam apenas dez por cento dos expectadores do sol e da chuva.

 

Essa proteção era tolerável em alguns climas, mas impedia que as equipes locais participassem das grandes ligas quando o tempo era muito chuvoso, frio ou quente. Assim acontecia em Houston, EUA, com verões subtropicais, temperaturas de até 36 ºC e frequentes tempestades, onde decidiram construir o primeiro estádio completamente coberto da história, o Astrodome. Sua cúpula, de 220 metros de diâmetro, terminada em 1963, permitia não só manter aos expectadores cobertos, mas condicionar o ar em seu interior. Atualmente, ele foi interditado para ser demolido no futuro, mas marcou uma tendência que continua sendo replicada em todas as remodelações e estádios de nova construção em todo o mundo. Especialmente porque demonstrava que os avanços em arquitetura e engenharia permitiam que haja clubes de primeira categoria em qualquer cidade do mundo.

Houston Astrodome (Photo by Pat Sullivan)

Mas nem todos os estádios precisavam de uma cúpula que os fechasse e, para quem escolheu cobrir somente suas arquibancadas, a grande referência foi o Dodger Stadium de Los Angeles. Também inaugurado na década de 60, foi o primeiro a colocar uma cobertura em sua parte superior que não precisava de colunas. Até esse momento, todas as coberturas tinham atrapalhado a visão de algumas filas de assentos nas arquibancadas, mas os avanços na engenharia eliminavam esse problema. A partir disso, foi o modelo a ser seguido.

 

Cúpulas e coberturas para sombra já não são separadas dos estádios modernos, pois em vez de serem criados como mero lugar de celebração do evento desportivo, devem ser um lugar onde o expectador se encontre completamente confortável. Assim é evidenciado em dois exemplos de recente construção: o Wembley Stadium de Londres, inaugurado em 2007, e o Wanda Metropolitano, de 2017. São dois estádios que prestaram especial atenção à proteção de suas arquibancadas.

 

A cobertura do Wembley é retrátil e pode ser aberta ou fechada para livrar seus expectadores das inclemências do tempo, e também para permitir que o gramado sempre receba o sol necessário para seu crescimento.

Wembley Stadium

O Wanda Metropolitano conta com uma estrutura fixa que mantém coberto 96% das arquibancadas. Dois aros de aço, unidos por cabos e revestidos de painéis translúcidos, permitem passar a luz e são iluminados à noite através de um sistema de LED que acompanha a celebração de eventos com chamativos jogos de luzes.

 

É um longo caminho desde o antigo velarium romano, que não se deteve nem deixa de evoluir. Engenheiros e arquitetos pesquisam, com tecnologia aeroespacial, a possibilidade de criar cúpulas climáticas capazes de rodear por completo tanto o estádio inteiro quanto seus arredores. Isso implica a aplicação prática de projetos idealizados para colonizar Marte e, embora ainda não sejam realizáveis devido ao seu custo, parecem anunciar as cidades esportivas do futuro. Lugares onde as instalações do estádio terão um papel quase tão importante quanto o do time titular.

 

Inscreva-se para o Certificado em Gestão de Instalações Desportivas

 

A equipe Barça Innovation Hub

NOTAS RELACIONADAS

¿VOCÊ QUER SABER MAIS?

  • ASSINAR
  • CONTATO
  • CANDIDATAR-SE

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS NOVIDADES

Você tem dúvidas sobre o Barça Universitas?

  • Startup
  • Centro de investigação
  • Corporate

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

Por favor, preencha os campos:

O formulário foi enviado com sucesso.